Ingressando na Universidade

Em Setembro de 2013 aconteceu o inesperado, cruzei o oceano Atlântico em direção ao velho mundo, Portugal, a partir desse dia minha vida mudou completamente.

Sou Daniele Souza estudei Ciências Biológicas da Universidade Federal da Bahia, e parte da minha graduação na Universidade de Coimbra, em Portugal.

Sempre tive dificuldades na minha vida, como qualquer ser humano, mas acho que meu maior problema foi não acreditar em mim mesma, quando o pessimismo começou a ofuscar meus sonhos decidi mudar minha história,então prestei vestibular para UFBA.

Quando já estava no terceiro semestre soube que havia um edital aberto para um programa de intercâmbio para estudar Biologia na Universidade de Coimbra,esta só ouvia falar pela tradição e qualidade de ensino,então resolvi me candidatar quando recebia notícia que tinha sido aprovada “a ficha só caiu” quando o avião decolou,até as lágrimas me secaram
quando deixei minha família,pois não acreditava no que estava acontecendo.


Primeiros dias  fora de casa


No primeiro dia de aula da universidade eu tive aula de Zoologia, parecia que tinha borboletas na barriga de tanta ansiedade.

Ao longo do semestre tive dificuldades de adaptação ao sistema de ensino europeu, pois temos poucas horas de aulas na semana, então o tempo disponível são para estudar, e estudar muito porque as disciplinas são integradas são muitos assuntos por aula,tive muita insegurança achei que não iria conseguir me adapatar, precisava aprender a dividir meu tempo para as atividades,coisa que sempre tive dificuldades.

Em relação ao idioma as aulas são dadas em português,mas exige-se que tenha um conhecimento mínimo em inglês,fundamental saber inglês porque os livros da biblioteca a maioria são inglês, além disso a UC é uma universidade que recebe estudantes de todo mundo saber falar outro idioma é fundamental para se comunicar mais facilmente com os outros estudantes que não dominam o português.

Outro dificuldade foi o inverno europeu e a saudade de casa, o inverno trás consigo uma tristeza e um frio de doer ,afinal estava acostumada com calorzinho de Salvador.

Aprendi a cozinhar (muito mal), mas já consigo me arranjar na cozinha. Além disso estou conhecendo lugares que só vi na televisão.

Fazer um intercâmbio acadêmico é uma experiência incrível por que tive contato com pessoas de todas as partes do mundo, com culturas diferentes, idiomas diferentes aprendi  um pouco de tudo, hoje posso dizer que me sinto mais autónoma e que sei enfrentar melhor os problemas da vida.

O intercâmbio proporciona uma experiência de vida excelente que fará um diferencial na minha vida académica e pessoal.



Se gostou do nosso artigo partilhe com seus amigos e deixe seu comentário



Entre em contato com o Desencaixotando a vida também pelas redes sociais.

________________________________________

 Qualquer informação, dúvidas ou questões, por favor entre em contato aqui.

6 Comentários

  1. O maior obstaculo somos nós mesmos, mas vc foi corajosa e parabéns por ter tomado essa iniciativa, creio eu que as primeiras noites são as mais assustadoras mas no fim dá tudo certo.

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Andei pensando seriamente em prestar o Enem para alguma universidade portuguesa, mas é aquela coisa, bate um medo de não conseguir me manter por Lá.

    ResponderExcluir
  3. Oi Daniele!!
    Eu tinha muita vontade de fazer intercâmbio, mas fui deixando passar e nunca realmente tirei essa ideia do papel. Acho muito corajoso quem toma a iniciativa e vai. Agora com uma filha pequena não seria uma ideia a se colocar em prática mais.
    Boa Sorte!!
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Que experiência maravilhosa deve ser.. quero muito conhecer Portugal

    ResponderExcluir
  5. Tenho muita vontade de fazer intercambio, ainda estou planejando, mas logo vai acontecer. Deve ser uma experiência maravilhosa.
    Beijos Kiss,
    Blog Oh My Kiss | ohmykiss.com

    ResponderExcluir
  6. Já fiz intercâmbio e é uma experiência incrível 💕adorei.

    ResponderExcluir