quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Chega de sofrer! Saiba lidar com o sentimento de culpa no contexto da depressão e ansiedade.

Saiba como lidar com o sentimento de culpa

A depressão e a ansiedade podem gerar um sentimento de culpa constante nas pessoas, sem muitas vezes elas viverem algo que levasse a esse sentimento.A culpa sempre está associada à sentimentos negativos, geralmente quando nos sentimos responsáveis por acontecimentos envolvendo a nós mesmos ou outras pessoas.

O sentimento de culpa é algo que não deve ser carregado durante uma vida e sim avaliado e eliminado dos pensamentos. A avaliação consiste em perceber se o sentimento surge como algo positivo ou negativo.

Quando a culpa está ao nosso favor significa que temos consciência das nossas atitudes e o sentimento levará ao nosso crescimento como ser humano. Mas se a culpa surgir como um fardo sem nenhuma utilidade, ela conduzirá ao caminho da destruição.

Quando nos sentimos culpados por algo,nós ficamos com pensamentos repetitivos em relação aquilo que nos aflige, como se fosse o boomerang lá do Instagram,sempre volta para o começo da história e não se pode ver mais do que uma mera repetição de uma situação.

Sempre pergunte a você: Será que eu fiz realmente algo errado?

Acontece que muitas pessoas antes de chegar a esse estágio de avaliação, se puniram psicologicamente e fisicamente, numa tentativa de sentir que depois da tortura se tornou uma pessoa menos culpada.
autossabotagem e a ansiedade e depressão
A tortura psicológica não resolve o sentimento de culpa 
O ideal nesses casos é buscar um pensamento lógico e perceber se realmente aconteceu algo de errado, do que odiar a si mesmo, a ponto de querer se punir.

Tem gente que se sente culpada pela culpa dos outros, por não pensar da mesma forma que outros,por ter medo de fazer algo,por não conseguir algo,por não atingir um nível nos estudos como outras pessoas,por fazer parte da vida de alguém,até mesmo pela culpa que sente.

Todas essas "culpas" são sinais claros de baixa estima e autossabotagem que levam a caminhos de sofrimento e responsabilizações inúteis.A culpa motiva a nossa mente a revisar os nossos atos ,quando a culpa funciona contra nós, cria um tipo de obsessão que sempre busca a auto-punição.

Em relação ao sentimento de culpa usado ao nosso favor,ele estimula uma vigilância dos nossos atos,para que certas atitudes ou pensamentos prejudiciais não sejam repetidos.Isso não significa que o sentimento de culpa se tornará um fardo,apenas uma reflexão sobre nossas atitudes,em seguida é preciso se perdoar para conseguir seguir em frente.Isso se houver algo para se perdoar, porque quando andamos ansiosos, muitas vezes nos responsabilizamos por distorções da realidade.
a culpa alerta os atos
A culpa serve como alerta para situações prejudiciais não se repetir

Essas distorções acontecem porque sempre criamos expectativas exageradas sobre as coisas,numa extrema vigilância para não ocorrer "erros",quando uma coisinha foge do nosso controle,então o peso da culpa domina os pensamentos.O sentimento pode ser tão pesado, que se perde a noção do ocorrido,como se a pessoa tivesse afogada numa mar de confusão.



texto pegue leve com você



viva a vida mais leve



Se você acredita que fez algo que não deveria ter feito:

1.O primeiro passo é refletir sobre o acontecimento e avaliar de maneira lógica se realmente você não deveria ter feito algo.
2.Depois das conclusões, apreenda com suas atitudes passadas,busque não repetir os seus erros.O caminho é se perdoar e caso necessário pedir perdão.
3.Se mesmo assim a culpa incomoda a você e seus pensamentos estão confusos o tempo ajudará o seu entendimento.
4.Não prolongue os pensamentos repetitivos sobre algo que se sente culpado(a),você poderá entrar num caminho de autossabotagem que só aumentará o seu sofrimento.





Deixe seu comentário

7 comentários:

  1. Nossa, eu simplesmente amei esse texto e é exatamente assim que acontece. Eu sou muito ansiosa e o peso de outras tem sido bem grande. Estou tentando fazer o exercício de falar. Antes eu apenas me calava e deixava aquilo me consumir, hoje eu tenho mais consciência de que nem tudo é apenas erro meu.

    ResponderExcluir
  2. Ótimo texto e que faz muitas pessoas refletirem sobre isso. Eu sou mega ansiosa, muito mesmo, mas ainda não tive esse sentimento de culpa. Só quando a ansiedade afeta os habitos alimentares e eu como demais rsrs mas tenho consigo me controlar bem nisso :)

    ResponderExcluir
  3. Gente, você me descreveu totalmente nesse texto. Eu sou o cúmulo da ansiedade e quando ela esta atacada o meu mundo para, eu não consigo pensar de gente nenhum. Eu rico pensando e repensando, e me remoendo pensando no que eu poderia fazer diferente. As pessoas não dão tanta atenção a pessoas ansiosas, mas esse e

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto muito bom mesmo, eu sou muito desesperada quando to ansiosa e isso me prejudica muito porque eu acabo sem fazer nada e extressada

    ResponderExcluir
  5. Eu estou fazendo tratamento de ansiedade e síndrome do pânico 😥 e seu texto rlata certinho tudo .. é uma barra ruim e o pior ninguém entende. Parabéns pelo post

    ResponderExcluir
  6. Amei demais o texto!! Eu me vejo em alguns momentos assim. Estou praticando a resiliência pra passar por essa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto muito bom mesmo,Eu sou o cúmulo da ansiedade .

    ResponderExcluir

Quem escreve

Quem escreve
É brasileira, Baiana de Salvador, Bióloga de formação, decidiu compartilhar suas experiências internacionais e dicas para quem deseja viver fora do país.

Siga-me

Para inspirar...