Quebrando o Tabu:É normal pensar em suicídio? - Desencaixotando a vida

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Quebrando o Tabu:É normal pensar em suicídio?

Segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) a cada 40 segundos 1 pessoa morre através do suicídio, e ainda o suicídio é considerado a segunda das principais causas da morte de jovens entre 15 e 29 anos. Esses dados são assustadores, pense que em 40s você não consegue beber um copo d´agua, então antes de você conseguir beber a água uma pessoa morre por suicídio no mundo.

Segundo as pesquisas existe uma tendência desses casos aumentem ao longo dos anos, então surge o questionamento: O que leva uma pessoa a pensar em suicídio? É normal desejar morrer? 

O pensamento suicida é mais frequente do que pensamos, e infelizmente os dados asseguram a concretização desses pensamentos de forma assustadora. Acontece que nem sempre as pessoas tocam no assunto, talvez com medo dos outros a julgarem como uma pessoa criminosa, pecadora, fraca e irracional. 

Esse medo de falar sobre o assunto gera um problema ainda maior, pois as pessoas sofrem pelas motivações que culminaram no desprazer pela vida e ainda sofrem por pensarem em suicídio.


O que leva as pessoas pensarem em suicídio?


desesperança_sucídio_sem amor_tristeza
Falar sobre suicídio para muitos é como se fosse estimular o ato, pecar contra a sua fé religiosa, é demonstrar predisposição ao fracasso. As motivações para os suicídios são diversas e particulares, mas geralmente podem estar associadas à quadros de depressão e ansiedade, situações onde há um desgaste emocional muito grande. Cada pessoa tem um limite, ninguém reage da mesma maneira numa situação semelhante.

Por exemplo:

Um rapaz tem alguns problemas no relacionamento e a companheira decide se separar dele, para muitos o fim do relacionamento pode ser doloroso e causar uma tristeza aparentemente interminável, mas logo conseguem encarar o fato de que o relacionamento acabou.

Mas outras pessoas podem não encarar da mesma maneira, a separação poderá culminar num desgaste emocional muito grande, a ponto de surgir pensamentos suicidas.



Ao ler essa história alguém poderá dizer que é bobagem ou fraqueza desejar morrer porque um relacionamento não deu certo. Mas cada pessoa reage de forma diferente à situações semelhantes. O que influencia as reações diferentes das pessoas são o modo de vida, história, valores, medos ou seja a forma como cada um enxerga e se posiciona diante da vida. Nunca se pode afirmar que as dores das pessoas são insignificantes perante as nossas.

Geralmente as pessoas que pensam suicídio vivenciaram problemas familiares, perdas de um ente querido, dificuldades financeiras,doenças, fim de relacionamentos, abuso sexual, discriminação de uma maneira geral, entre outros contextos.

É normal pensar em suicídio?
pensamentos_ideias_desesperança_sem amor_tristeza_depressão
Pensar em suicídio, não é pensar na morte em si, na verdade o suicídio reflete a condição da pessoa que entende que única solução para não viver um sofrimento é morrer.

Quem pensa em suicídio diz para si mesmo: "Seria bom não estar mais aqui para viver isso". A pessoa talvez pense que já fez de tudo para não sofrer, mas que nada adiantou.

Voltando a pergunta, sim, é normal pensar em suicídio quando uma pessoa vive uma situação de extremo desgaste emocional. Os problemas podem atingir o limite de enfrentamento da pessoa, a ponto dela desejar recuar através da morte.




Como reagir?
reagir contra depressão_ansiedade_contra suicídio
  • Os suicídios podem ser prevenidos, desde que se fale abertamente sobre o assunto e a pessoa receba tratamento adequado;

  • É importante não acreditar que será punido pela sua divindade por pensar em suicídio, mas encarar que você cogitou uma hipótese que não solucionará os seus problemas;

  • Entenda que morrer não resolve, pois você só perderá uma chance de aprender a superar limites e estar ao lado das pessoas que te amam, pois você é muito importante para elas;

  • Precisa admitir que está passando por transtornos psicológicos e buscar ajuda profissional;

  • Entenda que Psiquiatra e Psicólogo não são "coisas de maluco", não demonstra fraqueza, pelo contrário demonstra força,pois está buscando uma boa estratégia para vencer o sofrimento.

  • Mude o discurso, quanto mais pensa que a situação não tem jeito, mas você vai acreditar nisso, caia fora dessa!




Deixe seu comentário



------------------------------------------------------------------

48 comentários:

  1. É importante falar sobre suicidio, muitas pessoas sofrem, guardam seus sentimentos em silêncio por se sentirem sozinhas, terem medo de serem vistas con preconceito. Acho que esse post será de grande valia para quem sofre ou conhece alguém que tenha depressão ou apresente tendências suicidas O melhor caminho é sempre procurar ajuda especializada.

    ResponderExcluir
  2. Acho um tema bem forte pra se debater, ainda mais nos dias atuais.
    Onde os jovens estão tirando suas vidas, por motivos fúteis.
    Mas amei o seu post, abordou super bem o assunto.
    https://blogdajenny2014.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que assunto forte de ser debatido /falado depressão é uma coisa muito séria e na maioria das vezes as pessoas próximas não percebem que tem uma pessoa tão proxima com depressão . Eu trabalho muito a minha mente , minha alma também pois até eu estou propicia a depresão.

    ResponderExcluir
  4. É um tema extremamente sensível que não se pode resumir a parágrafos. Cada pessoa molda-se perante os seus contextos e interpreta as situações de modos distintos. Eu considero-me forte, nunca cogitei essa hipótese mas conheço pessoas que desesperam a esse ponto. Prefiro não comentar sobre o assunto, no entanto, pois tenho uma opinião muito fria em relação a isso e pouco comum. Mas aplaudo por você escrever um post e exibir como cada pessoa sofre do seu próprio modo. Parabéns pela atitude e por abordar um assunto assim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Sara,é algo muito complexo.E a gente meio que pisa em ovos para falar num assunto tão delicado.

      Excluir
  5. Li algures que os pensamentos suicidas são muito comuns entre adolescentes, talvez porque nessa fase da vida vivem tudo muito intensamente. Amam no limite, sofrem no limite. Eu que tenho um filho pequeno imagino como será quando chegar a adolescência. Mesmo que estejamos muito atentos, podemos não ver, não perceber, tanta coisa.
    O suicídio não precisa ser um assunto tabu. Tem que ser abordado, sobretudo nas escolas e nas famílias. Parabéns pela coragem.

    ResponderExcluir
  6. Caramba eu sabia que o índice de suicídio era alto, mas não que era tanto, 40s é MTA coisa :( Já tive uma amiga que infelizmente se suicidou, foi uma dor muito grande, deixou um filho pequeno. E a mãe de uma outra amiga está em uma depressão muito grande há 10 meses pela.perde do filho mais velho e de vez em quando ela fala umas coisas assim, e não está aceitando ajuda, diz que quer.morrer logo para fica perto do filho, está uma situação muito difícil 😖

    http://www.carolinapeclat.com

    Beijos Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São dados divulgados na página da OMS.Realmente é inacreditável!Essas histórias são muito delicadas,muito difícil de serem avaliadas,mas essa senhora precisa de ajuda especializada e suporte emocional da família e amigos.

      Excluir
  7. oi!
    O suicídio é muito serio e muitas pessoas acabam cometendo por desespero e solidão. Acredito que muitas pessoas pensam sim no momento da dor no suicídio...
    bjo

    ResponderExcluir
  8. Esse tema é bom complicado neh, tive um caso na familia e a perda foi terrivel, de repente as pessoas acordam e percebem que os argumentos e sofrimento da pessoa que passa por isso era muito aquem do se imaginava, realmente é muito triste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim,realmente é muito difícil.Espero que estejam todos bem,apesar do sofrimento.
      Um abraço!

      Excluir
  9. Muito bom seu post. Ja tive casos de depressão na família e realmente,a ajuda de um profissional faz toda diferença numa situação dessas.Além do apoio familiar,porque depressão não é frescura e sim uma doença que precisa de atenção e cuidados.Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que deu tudo certo para sua família.Obrigada pela contribuição!

      Excluir
  10. Eu sempre disse que é importante falar sobre suicídio, porque isso de alguma coisa faz os outros saberem mais sobre, para poder saber a forma certa de ajudar alguém que esteja passando por algo ruim

    ResponderExcluir
  11. Ou.
    Tudo bom?
    Esse é um tema muito delicado, pois nem sempre vemos que uma pessoa tem depressão e esta pensando em acabar com sua vida.
    Acho importante conscientizar as pessoas que isso não é frescura, mas sim um ato de desespero.
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. obrigada por participa,as motivações para esses pensamentos são diversas,mas os que os especiaistas dizem que geralmente os pensamentos suicidas podem estar associados a alguns trastornos psicológicos,dentre eles a depressão.

      Excluir
  12. olá , tudo bem ? Falar em suicídio é necessário , pois é uma realidade em muitas familias.
    Faz com que passamos analisar mais as pessoas de nosso convívio para poder ajudar . Bjsss

    ResponderExcluir
  13. Que triste pensar nesses dados da OMS né? Ainda mais com pessoas tão jovens e com tanto para viver ainda pela frente. Achei muito bom e importante um post como esse, precisamos entender que não é fraqueza. É preciso sim entender! Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente,triste e assustador!Obrigada pela contribuição.

      Excluir
  14. Esse assunto é muito importante, e a maioria das vezes pouco discutido e deveria ser mais discutido. Muitas pessoas acabam chegando ao extremo por falta de dialogo. Amei o post.

    ResponderExcluir
  15. Olá!É um assunto muito delicado e convivemos com este problema cada vez mais.
    Eu passei por este problema com uma sobrinha a 10 anos atrás,ela era linda,um corpo escultural,casada e tinha um ótimo relacionamento,um ótimo emprego que ela gostava muito,um filho com 3 anos e estava grávida de 5 meses do segundo filho,era uma pessoa alegre,calma.
    Faltando dois dias para o feriado da sexta-feira da paixão ela ligou para a mãe dela(minha irmã)pedindo para ela ir no feriado passar o dia com ela e fazer panquecas que ela estava com vontade,na sexta minha irmã foi e chegando na casa dela encontrou tudo fechado e os vizinhos reclamando de mau cheiro que vinha da casa,ela não atendia o celular,minha irmã ligou para o marido dela e o mesmo estava viajando a dois dias com o filho deles,então minha irmã chamou a policia,que veio e arrombou a porta,infelizmente o corpo já estava em decomposição,ela tinha tomado chumbinho pois o copo estava ao lado da cama e os exames comprovaram,tivemos que enfrentar esta cruel realidade e até hoje não sabemos a causa,além de cometer o suicídio levou o bebezinho na barriga,e deixou seu filhinho de 3 anos sem mãe,até hoje não sabemos a causa,só levamos a dor da perda,nem sempre as pessoas demonstram seus problemas.
    Excelente post abordando esta assunto,assim podemos refletir a respeito e até ajudar alguém.Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma situação muito delicada Maria josé. Como você disse nem sempre as pessoas demonstram os problemas e nunca se saberá ao certo as motivações,já que são questões peculiares e internas.Só espero que o tempo diminua a dor da perda para você e sua família,apesar de todo sofrimento a vida tem que seguir.

      Excluir
  16. Muito interessante o texto! O problema das pessoas é não dar a atenção que esse assunto requer. Realmente, muita gente trata como frescura ou fraqueza

    ResponderExcluir
  17. A pior coisa é quando não lidam uma depressão como uma doença, eu conheco vários casos que o suicídio foi engatilhado pela depressão.
    Sempre devemos buscar o equilíbrio para viver bem.

    ResponderExcluir
  18. Nossa esse asaunto é bem polêmico, mas precisa ser falado. Como uma base familiar sólida faz diferença na vida das pessoas ne? Tenho o apoio e o acompanhamento da família em todos os momentos da vida duvido muito a pessoa achar que precisa morrer para resolver seus problemas...

    ResponderExcluir
  19. Menina, apaixonei com o seu blog, vc fala sobre os assuntos que muita gente trata como brincadeira! Feminismo, problemas psiquiatricos e tudo mais. Parabéns, ganhou uma nova seguidora <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom espero sua visita quantas vezes desejar.A porta está aberta!

      Excluir
  20. Olá,

    Que post importante! Você não sabe o quanto me enche de felicidade ver um post abordando o suicídio e mostrando que esta "ação" não ocorre do nada e que é sim, uma doença. Já trabalhei com algumas campanhas sociais relacionadas a suicídio e entendo bem como a pessoa se sente e o que a leva a fazer isso. Ajudar alguém nesta situação é fundamental e a melhor ajuda é o apoio e o amor! Belo post!

    ResponderExcluir
  21. Texto muito pertinente e bem escrito também. Passou da hora de a gente abordar esse assunto abertamente e sem preconceitos. Abraços e parabéns!

    ResponderExcluir
  22. Adorei o seu post, infelizmente, ainda é um tema tabu na sociedade e que as pessoas ainda tem a antiga visão de que quem tenta algo parecido quer chamar atenção e não é! Precisamos de pessoas trazendo esse assunto para a rede! Parabéns!

    ResponderExcluir
  23. É um assunto muito delicado. Parabéns pelo post

    ResponderExcluir
  24. Esse tema é tabu mas nunca foi tão atual. E creio fortemente que o estado deveria propor acompanhamento para aqueles que mostram indícios de que cometerão suicídio, além de campanhas mais escancaradas e eficazes. Há muito descaso ainda e não vejo isso sendo tratado como caso de saúde pública.
    Sou do Ceará e quando morei no Espirito Santo, eu me choquei demais com a quantidade de gente que se joga da ponte, cartão postal do estado, todos os dias. E o governo simplesmente continua estagnado diante disso. É uma pena e muito triste!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é um fato Samara.A saúde mental é algo que não tem sido levado a sério totalmente por muitos.É uma triste realidade.

      Excluir
  25. É um assunto delicado e merece toda a atenção. Parabéns pela coragem de abordar o assunto. Sabe? Toda a gente quer ser jovem, mas a juventude ama no limite, sofre no limite, daí os pensamentos suicidas serem mais frequentes nessa fase da vida. É bom estarmos muito atentos.
    Abraço

    ResponderExcluir
  26. Maravilhoso seu post! Assuntos como suicídio, depressão e ansiedade são super pertinentes e precisam sim serem desencaixotados e abordados. Assim as pessoas podem entender aos poucos que não estão sozinhas e criar coragem que precisam para buscar ajuda.

    ResponderExcluir
  27. Quando se é diagnósticada com mania suicída é uma constante. É um assunto delicado e bem profundo. Mas gostei da abordagem.

    ResponderExcluir

Booking.com